QUAL SERIA A SOLUÇÃO PARA O BRASIL EVOLUIR SUA CULTURA DE DOAÇÃO?

Não podemos falar de uma única solução, mas um conjunto de fatores que são necessários para que as pessoas se
sintam empoderadas e capazes de contribuir. Mudanças na legislação para facilitar o recebimento de doações,
educação sobre solidariedade e inclusão e o empreendedorismo social são formas de, tanto o governo, quanto a
própria população agir em prol de uma mudança positiva em nossa sociedade.

Um exemplo de empreendedorismo social nesta área é a Risü, uma plataforma online que conecta pessoas,
ONG’s e mais de 300 lojas online. As lojas disponibilizam de cupom de desconto (ex: cupom de desconto
Americanas, cupom de desconto Saraiva, cupom de desconto Submarino) na plataforma e ofertas para quem
optar fazer a diferença em suas compras pela Risü. Parte do valor da compra vira doação para uma ONG à
escolha do consumidor, sem que ele pague nada a mais por isso. Ou seja, além de pagar o mesmo preço de um
produto que já iria comprar, o consumidor doa parte do valor da compra para uma ONG e ainda pode
economizar.

A Risü pretende engajar 1,5 milhão de pessoas até 2020 e impactar mais de 500 mil vidas com as doações.

Outro exemplo é a Atados, plataforma que conecta ONG’s e pessoas que querem realizar trabalho voluntário,
diminuindo o tempo de procura por ONG’s que precisam de pessoas com habilidades compatíveis com as suas.

De formas diferentes, ambos os empreendimentos se propõem a ajudar as pessoas a se engajarem em causas
sociais, gerando resultados reais para a sociedade.

Investir em uma cultura de doação mais evoluída é, também, investir na evolução e capacidade da nossa
sociedade em trabalhar em conjunto para resolver problemas sociais reais, como a distribuição de renda desigual,
o desmatamento, educação e saúde de baixa qualidade e difícil acesso, entre outros.

E então, vamos começar a fazer a nossa parte?

Deixe seu Comentário

Compartilhe nas Redes Sociais
Mentoring

Transformações ocorrem na sociedade a cada segundo e eu acredito que preparando as pessoas, teremos um mundo muito melhor no futuro.

© 2018 - Paulo Ibri - Todos os Direitos Reservados.